Descubra a verdade sobre alguns dos principais mitos sobre a nutrição esportiva.

É comum ouvirmos comentários e opiniões negativas sobre os suplementos. Muitas pessoas ainda os enxergam como prejudiciais à saúde, e associam alguns efeitos colaterais a eles. Mas será que tudo isso é verdade?

Mito 1: Whey protein engorda

Nosso corpo trabalha com uma equação simples: se você ingerir uma quantidade de calorias maior do que o seu metabolismo gasta, você irá engordar. E isso serve para qualquer alimento! Por isso, seu consumo de Whey Protein deve estar adequado às suas necessidades, considerando rotina, frequência e intensidade de treinos e, principalmente, o restante de sua alimentação. Se tudo for feito da maneira correta, os resultados vão surgir! E não coloque a culpa no Whey 😉

Mito 2: Suplementos são perda de dinheiro

Por conta de toda a tecnologia empregada no desenvolvimento de suplementos, que proporcionam uma nutrição conveniente e de elevada qualidade, esses produtos em geral são mais caros do que um alimento comum. Saiba aproveitá-los da melhor forma, ingerindo-os no momento e na quantidade correta, e sinta o resultado em sua performance. Às vezes, o que parece “caro” pode se tornar um ótimo investimento na sua saúde.

Mito 3: Se eu tenho uma boa dieta, não preciso de suplementos

Uma alimentação balanceada é um bom começo, mas isso não significa que tudo o que você precisa está em sua dieta. A necessidade de nutrientes pode mudar considerando a idade, saúde, stress e intensidade de treino. De fato, algumas pessoas conseguem suprir toda a necessidade nutricional através da alimentação convencional, mas o suplemento proporciona qualidade aliada à praticidade, fundamental para quem tem o dia-a-dia corrido. Por isso, considere o suplemento como algo que vai preencher as lacunas de sua dieta.

Mito 4: Todos os suplementos tem a mesma qualidade

Cada suplemento é formulado individualmente. Existem diferentes matérias-primas, diferentes tecnologias, e fornecedores no mundo inteiro. A qualidade do suplemento interfere diretamente em seu resultado, por isso não escolha um produto analisando apenas o seu preço!

Mito 5: Creatina é um esteroide

Creatina não é um esteroide! Creatina é uma substância natural encontrada no corpo humano que ajuda a fornecer energia às células musculares.

Mito 6: Suplementos aumentam sua força e músculos mesmo se você não treinar

Suplementos podem melhorar sua saúde, diminuir seu stress, melhorar seu sono e regular seu sistema imunológico, mas eles não são substâncias mágicas! Você só alcançará seus objetivos no esporte se o consumo do suplemento estiver associado a uma prática constante de atividades físicas.

Mito 7: Suplementos causam efeitos colaterais

A maioria dos ingredientes de um suplemento são encontrados naturalmente no corpo humano ou nos alimentos que comemos. Portanto, uma suplementação adequada não trará efeitos colaterais!

Mito 8: Todos terão os mesmos resultados com um suplemento

O corpo humano é uma peça única. Cada atleta segue uma rotina de treinos e adota uma alimentação individual, e nossos metabolismos trabalham de formas diferentes. Os suplementos podem gerar resultados distintos em cada organismo, dependendo de cada um desses fatores. Portanto, não assuma que um suplemento não vai funcionar com seu amigo, só porque não funcionou com você.

Mito 9: Dietas com altos níveis de proteínas fazem mal à saúde.

Não há problema em adotar uma dieta hiperproteica, desde que você tenha uma rotina de exercícios físicos que justifiquem esse consumo. Se você malha frequentemente e seus treinos tem uma alta intensidade, seu corpo irá precisar de mais proteína, e utilizará esse nutriente para recuperar e reconstruir os tecidos musculares. É claro que se alguém começar a ingerir elevadas quantidades de proteína sem fazer nenhum exercício, sua saúde pode ser afetada. Na vida, qualquer coisa em excesso faz mal!

Mito 10: Atletas não necessitam de proteína extra

Pesquisas revelam que atletas de alta intensidade precisam de um aporte extra de proteínas. O exercício físico danifica os tecidos musculares, e a proteína auxilia na recuperação e reconstrução da musculatura. Além disso, outros estudos apontam que se um atleta ingerir a quantidade considerada normal de proteínas, mas continuar com um trabalho muscular de elevada carga e intensidade, ele na verdade irá perder massa muscular.

Com o aumento da prática de atividades físicas e do consumo de suplementos, é natural que informações e opiniões divergentes surjam. Faça a sua parte e procure conhecer melhor os produtos disponíveis no mercado, suas funções e recomendações de consumo. Se tudo for feito da maneira correta, você verá o resultado em seu corpo e sua performance! Acredite!

Bons treinos!

 

Comentários

Comentários