Já é comprovado que a prática de atividade física ajuda a manter uma densidade óssea saudável, prevenindo a incidência de osteoporose, além de melhorar a força muscular, amplitude dos movimentos e o equilíbrio, fatores que diminuem o risco de fraturas de ossos em indivíduos já acometidos por essa doença.

A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição progressiva da densidade óssea, causando porosidade e redução da massa dos ossos, e aumento do risco de fraturas. A doença pode atingir indivíduos de todas as idades, sendo mais comum em idosos, principalmente em mulheres após a menopausa. O diagnóstico de osteoporose comumente é feito através de densitometria óssea.

Quando existe uma deficiência nutricional, principalmente de cálcio e vitamina D, associada ao sedentarismo, e outros fatores como genética e até baixo peso, o indivíduo corre risco de desenvolver osteoporose.

As consequências mais comuns da osteoporose são as fraturas. Entre as fraturas, se destacam as da coluna vertebral e a do colo do fêmur. As fraturas podem provocar grande impacto na qualidade de vida e no grau de dependência dos indivíduos acometidos.

A prática de atividade física na adolescência parece reduzir bastante a incidência de osteoporose, independente do nível de atividade física na vida adulta.

Mulheres que apresentam transtornos alimentares reduzem a ingestão de energia, fazendo com que percam gordura e massa muscular para o fornecimento de energia, o que  cria irregularidades no corpo de mulheres jovens e pode levar a uma osteoporose precoce, além de outros problemas como amenorreia.

Dessa forma, para manter a saúde, não só dos ossos, mas do corpo como um todo, é importante que indivíduos de todas as idades sigam uma dieta adequada às necessidades energia e nutrientes diárias, importante para manter equilíbrio e otimizar funcionamento do organismo, sempre associada à prática de exercícios físicos.

Referências Bibliográficas

DE OLIVEIRA REBELLO, Eduardo Shelmo; DE OLIVEIRA PINTO, Leandro Martins. A eficácia de exercícios físicos no tratamento da osteoporose em mulheres. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, v. 5, n. 30, 2013.

LUPSA, Beatrice C.; INSOGNA, Karl. Bone health and osteoporosis. Endocrinology and metabolism clinics of North America, v. 44, n. 3, p. 517-530, 2015.

Benjamin, R. Bone Health: Preventing Osteoporosis. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2848259/>. Acesso em: 28 nov. 2016.

US DEPARTMENT OF HEALTH AND HUMAN SERVICES et al. Bone health and osteoporosis: a report of the Surgeon General. Rockville, MD: US Department of Health and Human Services, Office of the Surgeon General, v. 87, 2004.

GARRIGUET, Didier. Bone health: osteoporosis, calcium and vitamin D. Health reports, v. 22, n. 3, p. 7, 2011.

Comentários

Comentários