Nos últimos anos, os alimentos orgânicos ganharam popularidade graças à crescente preocupação com a alimentação, saúde e qualidade de vida. Cada vez mais as pessoas buscam uma alimentação mais “limpa” e livre de produtos químicos e artificiais.  

Os alimentos orgânicos são designados como um produto isento de insumos artificiais, agrotóxicos e aditivos químicos. São produzidos através de matéria-prima ecológica de modo que não agrida ao meio ambiente, a saúde do consumidor e do agricultor, além de preservar o sabor e os nutrientes provenientes do alimento propriamente dito. Para que o alimento seja considerado orgânico é necessário conter um selo com identificação presente na embalagem ou no rótulo do produto, de maneira que o certifique, estabelecendo normas para produção e difundindo segurança e confiança ao consumidor.

Uma vez que a alimentação influencia diretamente nos impactos ambientais, é tempo de repensar nossos hábitos e dar-se conta de que a saúde continua sendo prioridade. A produção e consumo destes alimentos estão diretamente relacionados com o aumento da qualidade e expectativa de vida da população futura e atual, que tem se preocupado cada vez mais com as propriedades dos alimentos que consomem.

Para diminuir ou reverter adversidades como pragas, o uso de pesticidas, agrotóxicos e aditivos químicos são amplamente utilizados no mundo agrícola. Muitos agricultores passaram a utilizar agroquímicos (hormônios e agrotóxicos) com intenção de resguardar sua safra. Os alimentos são cultivados convencionalmente, mas apresentam quantidade excessiva de fertilizantes e agrotóxicos para que a produção possa gerar mais lucros.
Atualmente a agricultura de orgânicos tem apresentado grande desenvolvimento em sua produção, porém ainda não atinge uma numerosa parcela da população, pois segundo maior parte dos agricultores a produção de alimentos orgânicos é relativamente cara quando comparada ao método de cultivo convencional. Ou seja, este modo de produção ainda precisa se ampliar para que possa atingir cada vez mais consumidores.


Referências Bibliográficas

SOUSA, Anete Araújo; AZEVEDO, Elaine; LIMA, Elinete Eliete; SILVA, Ana Paula Ferreira. Alimentos orgânicos e saúde humana: estudo sobre as controvérsias. Rev Panam Salud Publica, V 31, n.6, p.513-517,2012.

BORGUINI, Renata Galhardo; TORRES, Elizabeth A. Ferraz da Silva Alimentos Orgânicos: Qualidade Nutritiva e Segurança do Alimento. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, v.13, n.2, p.64-75, 2006.

ARCHANJO, Léa resende; BRITO, Karla Francine W. de Brtito; SAUERBECK, Sally. Alimentos Orgânicos em Curitiba: consumo e significado. Revista Cadernos e Debate, Curitiba, v.8,p.1-6, 2001.
Carolina-Vieira-Silva copiar
Carolina Vieira Silva
Nutricionista Esportiva Funcional
Contato: (21) 97167-3344 / Instagram: @carolinavs
CRN: 17100662

Comentários

Comentários