O Whey Protein é uma proteína extraída do soro do leite da vaca. Ele se destaca pela sua rica composição, contendo BCAAs e glutamina, alta digestibilidade e biodisponibilidade. Estudos mostram que a ingestão de whey é importante para melhorar o perfil nutricional em todas as idades.

Em indivíduos que estariam seguindo uma dieta de restrição calórica visando o emagrecimento, a suplementação dessa proteína pode ajudar a otimizar a composição corporal, impedindo a perda de massa muscular e facilitando a queima de gorduras, o que pode ser intensificado com a prática de exercícios físicos.

Em alguns casos, o consumo controlado de baixas doses de whey pode ser indicado por nutricionistas ou médicos para crianças com necessidades específicas (desde que não tenham alergia a derivados de leite), como fonte protéica de alta qualidade, de acordo com o sua rotina e alimentação diária, pois auxilia na modulação do sistema imune.

A suplementação em idosos deve ser considerada pois o envelhecimento leva a uma perda de massa muscular, denominada sarcopenia. Nesses casos, o consumo de whey mostra-se efetivo para evitar a perda de massa muscular e estimular a síntese muscular, importantes para diminuir o risco de queda em idosos. A diminuição da massa muscular também é observada em mulheres após a menopausa, portanto consumo desse suplemento nessa fase da vida também deve ser considerado.

A suplementação com Whey Protein sozinho ou combinado com outros ingredientes parece maximizar o ganho de massa magra, assim como melhoria da força muscular com a ingestão conjunta de um carboidrato.

A prescrição de suplementos deve ser feita pelo nutricionista ou médico e deve ser pautada na avaliação do estado nutricional e plano alimentar do indivíduo, adequando o consumo alimentar e definindo claramente o período da utilização do suplemento, para não exceder as recomendações diárias de proteína, causando efeitos colaterais indesejáveis, como sobrecarga dos rins.

Referências

Silva, T. et al. Sarcopenia associada ao envelhecimento: aspectos etiológicos e opções terapêuticas. . Acesso em: 3 nov. 2016.

BATISTA, M. et al. Desenvolvimento, caracterização e análise sensorial de formulações alimentares com proteínas do soro de leite ou albumina para crianças. . Acesso em: 7 nov. 2016.

deWit, J.Klarenbeek, G. Effects of Various Heat Treatments on Structure and Solubility of Whey Proteins. . Acesso em: 7 nov. 2016.

Proteins in Whey: Chemical, Physical, and Functional Properties. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1043452608601308>. Acesso em: 7 nov. 2016.

Frestedt, J. et al. A whey-protein supplement increases fat loss and spares lean muscle in obese subjects: a randomized human clinical study. . Acesso em: 7 nov. 2016.

Moreno, Y. Influencia das proteinas de soro de leite bovino no estado nutricional, composição corporal e sistema imune em coorte de crianças com Sindrome da Imunodeficiencia Adquirida (AIDS). Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000270973>. Acesso em: 18 nov. 2016.  

Comentários

Comentários